terça-feira, 9 de abril de 2013

PROJETO DE LEI QUER COLOCAR PMS NOS TERMINAIS


A vigilância dos terminais de ônibus de Fortaleza é de responsabilidade da guarda municipal, mas as falhas na segurança tem deixado as autoridades em alerta e os usuários preocupados. Cerca de um milhão e meio de pessoas passam todos os dias pelos terminais da capital cearense, a vigilância de cada um deles deveria ser feita por 5 guardas municipais, entre 6 da manhã e meia noite.
Um projeto de Lei da vereadora Tamara Holanda, propões diminuir a insegurança nos terminais com a presença de  policiais militares, mas ainda não há previsão para a votação. O Sindicato dos guardas municipais discorda da proposta, Bruno Brandão, diretor de finanças, afirma que com a melhoria da estrutura é possível garantir a segurança dos espaços sem o apoio da PM.







Blog Combate Policial

Siga a página do blog Combate Policial no Facebook



Acidente deixa carro queimado; vítimas não foram encontradas

Um carro ficou totalmente destruído após acidente na BR-174, sentido Pacaraima/Boa Vista nesta segunda-feira (8) a 50 quilômetros da capital.

Segundo informações repassadas pelo condutor Pasini Amorim, a suspeita das pessoas que chegaram ao local após o capotamento é de que o pneu tenha estourado ou o motorista tenha dormido ao volante.

"O carro invadiu a contra mão, bateu no barranco e pegou fogo. Possivelmente capotou por três vezes", disse Amorim que passou pela rodovia minutos após o acidente.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou ao G1 que ao chegar no local do acidente encontrou apenas a carcaça do veículo e que não foram encontradas vítimas. Ainda segundo a PRF, há suspeita de que o veículo era utilizado para contrabando de combustível da Venezuela.

Fonte: G1/Miseria
Blog Combate Policial

Siga a página do blog Combate Policial no Facebook



Traficante preso tinha vida luxuosa


Bandido ficou rico com a venda de drogas. Tinha dois apartamentos na Beira-Mar, automóveis importados e até escolta
Meses de investigação sigilosa levaram a Polícia cearense a prender, no último fim de semana, um dos traficantes de drogas e homicida mais procurados do Estado do Ceará.

Renan Rodrigues Pereira comandava o tráfico em três bairros de Fortaleza. Mandava fuzilar concorrentes e, rapidamente, enriqueceu Fotos: divulgação
O cerco ao criminoso e a seus comparsas ocorreu na noite de sábado. Renan Rodrigues Pereira, 25, foi capturado quando participava da festa de aniversário da mãe, que era comemorado em uma casa de praia.

A mansão onde acontecia a festa, na Prainha, em Aquiraz (Região Metropolitana de Fortaleza), foi cercada pelos agentes da Coordenadoria Integrada de Inteligência (Coin), da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS).

Comparsas
Renan foi preso na companhia de Francisco Roberto Ferreira de Freitas, 35, conhecido por ´Roberto Negão´; e Marcelo Ribeiro de Lima, 30, ambos com uma extensa ficha de crimes a exemplo do chefe do bando.

Marcelo Ribeiro de Lima, 30, comparsa do chefe da quadrilha, responde por crimes de furto e estelionato


Na casa onde o trio foi detido os agentes da Coin apreenderam quatro carros de luxo, importados, duas motocicletas, além de duas pistolas, sendo uma modelo Sig Sauer, de calibre 9 milímetros; e outra de calibre 380. A primeira é de uso restrito das Forças Armadas. A Polícia apreendeu, ainda, dinheiro.

Segundo a Polícia, além de colecionar vários assassinatos de traficantes rivais nos bairros Tancredo Neves e no Lagamar, Renan enriqueceu ilicitamente nos últimos dois anos graças ao tráfico de drogas. De morador do Tancredo Neves, ele adquiriu, pelo menos, dois apartamentos na orla marítima de Fortaleza. É dono de vários carros importados e motocicletas, além de andar sempre cercado de seguranças. Quando foi detido, ostentava um grosso cordão de outro. "Sem dúvidas, ele era um dos principais traficantes que agiam em Fortaleza e mandou matar muitas pessoas", contou o chefe da Coin, major PM Cícero Henrique Bezerra. As investigações da Coin foram feitas em conjunto com a Polícia Civil. O criminoso, segundo a Polícia, ascendeu ao tráfico rapidamente e, em novembro do ano passado, mandou eliminar seu principal rival na área do Tancredo Neves e no Lagamar, o traficante José Everaldo Patrício Barroso, o ´Tostão´, executado, a tiros de fuzil, na tarde de 22 de dezembro último, na BR-116, quilômetro 152, na localidade de Lagoinha, no Município de Russas. Segundo as investigações da Coin, desde então, Renan passou a circular com um forte esquema de segurança pessoal. Sempre que saía de um dos seus apartamentos, em carros de luxo, era seguido de moto e outros automóveis por seus guardas-costas, em comboios.

Ainda de acordo com a Polícia, ´Tostão´ era bastante conhecido das autoridades policiais e comparsa de Silas Ferreira de Aquino, preso pela equipe da Delegacia de Narcóticos (Denarc), em outubro do ano passado, juntamente com Luciano Marques Bezerra e Antônio Emanuel Melo da Silva. A Polícia trabalha com a informação de que Silas sofreu um atentado no ano passado, também por ordem de Renan, numa briga pelo domínio do tráfico de drogas entre os bairros Lagamar, Aerolândia, Tancredo Neves e Conjunto Tasso Jereissati.

Criminosos
Tão logo foi preso na mansão na Prainha, Renan e seus dois comparsas foram levados para a Delegacia de Narcóticos (Denarc) e autuado em flagrante pelo delegado Pedro Viana, titular daquela Especializada.

Francisco Roberto Ferreira de Freitas, conhecido por ´Negão´, foi condenado, na semana passada, por um crime de formação de quadrilha na cidade de Macaíba, no Rio Grande do Norte. Ele também responde por estupro. O bandido estava morado em um flat, localizado na Avenida Abolição, no Meireles.

Francisco Roberto Ferreira de Freitas, o ´Negão´, foi condenado, na semana passada, por formação de quadrilha
Já Marcelo Ribeiro de Lima, é acusado de furtos e estelionato. Ambos disseram na Polícia serem empresários do ramo de confecções, na tentativa de justificar o vasto patrimônio. O mesmo disse Renan.

Para o delegado Pedro Viana, a prisão de Renan pode levar a Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) a elucidar diversos crimes de morte ocorridos nos últimos seis meses nos bairros onde Renan controlava o tráfico de entorpecentes.

"Ele determinava a morte de quem entrasse no seu caminho", contou um dos agentes da Coin que participaram do cerco.

Fonte: DN
Blog Combate Policial

Siga a página do blog Combate Policial no Facebook



Bando invade joalheria e leva mais de R$ 150 mil


No local do assalto, os funcionários estavam ainda nervosos diante da violência dos ladrões. Alguns dos reféns contaram que foram agredidos FOTO: KIKO SILVA
Uma quadrilha composta por seis pessoas invadiu uma joalheria, localizada na esquina das ruas José Borba de Vasconcelos e Bento Albuquerque, no bairro Papicu, na tarde de ontem. De acordo com o proprietário da ´Hiper Joias´, os assaltantes conseguiram levar R$ 150 mil em mercadoria e R$ 15 mil em dinheiro.

Geison Marques afirmou que os bandidos tinham informações que facilitaram a ação dentro da joalheira.

"Muitas pessoas entram e saem daqui todos os dias, fica impossível saber quem pode ter dado as informações. O certo é que eles sabiam onde estava a mercadoria e os horários em que o gerente saía com dinheiro para fazer pagamentos", afirmou o dono do estabelecimento.

Logo na entrada, os assaltantes encontraram o gerente saindo com cerca de R$ 3 mil no bolso para fazer um depósito bancário. O bando rendeu o funcionário e conseguiu invadir ao local. Dentro da loja, além de levar tudo o que conseguiram, eles agrediram, a socos e pontapés, alguns dos fundos 15 funcionários que lá estavam.

Antes de sair, a quadrilha arrancou e levou todo o circuito interno de gravação de imagens do local. O bando fugiu a pé, em direção à Cidade 2000.

Fonte: DN
Blog Combate Policial

Siga a página do blog Combate Policial no Facebook