quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

DOIS SUSPEITOS DE PARTICIPAR DE CHACINA EM TUMIRITINGA SÃO DETIDOS

Dois suspeitos de participar da chacina que ocorreu na manhã dessa terça-feira (7) em uma fazenda do Distrito de Divino Sul, em Tumiritinga, na região do Vale do Rio Doce, foram presos nesta quarta-feira (8). De acordo com Wlisses Rosa Januária, assessor de comunicação da Polícia Civil de Governador Valadares, a dupla foi detida durante uma abordagem policial de rotina na cidade de Itanhomi, que fica a pelo menos 70 km de Tumiritinga.

Além de apresentar características muitos parecidas com os autores da chacina, os suspeitos deram nomes falsos para os militares.

Nenhum tipo de identificação ou objeto foi encontrado com a dupla, que está detida provisoriamente na Delegacia de Polícia Civil de Governador Valadares.


O crime

Cinco pessoas foram mortas a tiros na fazenda. Entre as vítimas estão um ex-vereador, de 75 anos, dois filhos dele e um casal que trabalhava na residência rural. Segundo a polícia, duas pessoas conseguiram escapar da chacina, sendo uma delas um adolescente de 12 anos, que presenciou todo o crime.

De acordo com Joaquim Raimundo Gomes (PT), vereador da cidade de Tumiritinga, três homens armados e vestidos de preto abordaram o filho do ex-vereador, de 37 anos, na porta da casa dele, na zona rural de Itanhomi. Os homens estavam em um veículo Fox de cor prata e se identificaram como policiais civis. Eles teriam dado voz de prisão ao homem, dizendo para ele o acompanhasse. Junto com ele estavam um vaqueiro, ainda não identificado, e outro irmão do ex-vereador, de 41 anos.

Os três foram levados pelos homens para a Fazenda Rancho Alegre, de propriedade do parlamentar, que fica há cerca de 15 km de distância, numa ação de emboscada planejada. O ex-vereador foi morto, a princípio, com três tiros na cabeça, dentro de um curral, enquanto tentava fugir da abordagem dos bandidos. Todas as outras vítimas foram encontradas mortas com perfurações na cabeça e algemadas na varanda da fazenda.

Um menino de 12 anos, filho da funcionária da fazenda, presenciou todos os assassinatos, mas conseguiu escapar. Outro irmão do ex-vereador, de 41 anos, que estava na fazenda, conseguiu fugir. O ex-vereador na fazenda há 16 anos, desde que deixou a política. Ele vereador em 1982 e a polícia vai investigar se a chacina tenha sido motivado por rixa política.


Fonte: O Tempo

Blog da Força Tática


0 comentários: